image (12).jpeg

eu.ainda.estou.aqui

Nessa coleção explorei o autoconhecimento, o crescer e o se permitir.
Se permitir mudar, se perder e se reencontrar.
Tem muito dos sonhos da juventude, do contraste do estático e do não estático das grandes cidades, da noite e suas possibilidades.
Sob a minha perspectiva, ela é o movimento natural da vida e do amadurecimento. O reflexo dessa busca incessante por "nós mesmos".
Ela é mais que esperar e acreditar na mudança. 
É ser e descobrir o novo.

C/02

© 2019, Marcos Fernandes. Todos os direitos reservados / All rights reserved.

Rua João Fernandes Lima, 815 - Vila Esperança - Tubarão/SC

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco